Peritos simularam “Pandemia de Coronavírus” em Nova Iorque…em outubro passado!

Em outubro passado, dois meses antes do surgimento do coronavírus que causa o COVID-19 no centro da China, um grupo de especialistas em saúde pública reuniu-se na cidade de Nova York para uma simulação.

O seu objectivo era determinar como a indústria, os governos nacionais e as instituições internacionais poderiam trabalhar juntos para responder a uma hipotética “pandemia com consequências potencialmente catastróficas”.

As características do vírus que actualmente está a causar estragos globais, são notavelmente semelhantes às propostas na simulação, apelidada de “Evento 201”.

O exercício foi promovido pelo Fórum Económico Mundial, pela ONG Johns Hopkins Center for Health Security e pela fundação Bill & Melinda Gates.

No exercício, o vírus da simulação (também ele um coronavírus) chamado CAPS (Síndrome Pulmonar Associada ao Coronavírus), tinha origem em morcegos e começava por infectar porcos acabando por contaminar agricultores. Resultou em sintomas que variam de sintomas leves a gripe a pneumonia. Na simulação, 65 milhões de pessoas morreram.

O que distingue a realidade da ficção? Convém relembrar que isto se passou muito antes do 1º caso reportado na China! Ora veja lá se eles não acertaram em cheio ao adivinhar o que aí vinha:

COMPARTILHAR